Bola de Ouro. Griezmann fora do Top-10

Abelardo Nogueira
8 Декабря, 2017

É o melhor do mundo desde 2008, ano em que conquistou pela primeira vez o galardão da prestigiada revista France Football.

"Estou muito feliz, claro".

Com o feito, o português se igualou a Messi, que também soma cinco Bolas de Ouro (2009, 2010, 2011, 2012 e 2015). Cristiano Ronaldo falou felicidade que sente ao rever mais um prémio tão conceituado, de "mais grande um momento da carreira".

A temporada 2016/17 foi recheada de títulos para Cristiano Ronaldo. As duas premiações já foram unificadas, mas passaram a ser entregues separadamente em 2016.

O selecionador nacional enalteceu a "justiça" da atribuição do prémio, sublinhando a importância que o avançado teve na Seleção portuguesa no último ano. O brasileiro Neymar Jr. teve que se contentar com a terceira posição. O jogador mais caro do mundo acabou ficando atrás dos favoritos. O Top 10 teve ainda o espanhol Sergio Ramos, os franceses Kylian Mbappé e N'Golo Kanté, o polonês Robert Lewandowski e o inglês Harry Kane. Foi, agora, o mais votado entre os 30 candidatos para melhor futebolista do ano, numa eleição onde participaram 173 jornalistas de todo o mundo: cada votante escolheu três jogadores por ordem de preferência, atribuindo cinco pontos ao primeiro, três ao segundo e um ao terceiro.

O jogador do Real Madrid, clube que anuncia há vários dias uma emissão especial sobre o evento, não foi o único português a vencer o prémio, também já conquistado por Eusébio (1965) e Figo (2000). Philippe Coutinho, do Liverpool, apareceu em 29º lugar no ranking, empatado com o belga Dries Mertens.

Mais artigos por

Deixe um comentário sobre o artigo

Ação

O último é de

Outras notícias