Casos de HIV cresceram 4% em 2016, diz Ministério da Saúde

Simao Alves
2 Dezembro, 2017

O CTA atende de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 12h, prestando serviços de aconselhamento individual e coletivo, realização de testes de HIV, Hepatites B e C, tratamento de DSTs, além da distribuição de preservativos. Destes casos, 45,6% são em jovens que encontram-se na faixa de 20 a 29 anos e 25% de 30 a 39 anos. Com esse objetivo, a OMS - Organização Mundial de Saúde criou o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, definido internacionalmente como 1º de dezembro.

Apesar do número de casos ter aumentado, tanto na manifestação da doença (Aids), quanto na infestação do vírus (HIV), houve redução (32,3%) na quantidade de óbitos na comparação entre os dois anos.

Os países europeus com as maiores taxas de novos diagnósticos de HIV em 2016 foram a Letônia (18,5 por 100 mil habitantes; 365 casos), a Estônia (17,4 por 100 mil habitantes; 229 casos) e Malta (14,5 por 100 mil habitantes; 63 casos).

A região que teve a maior parte dos casos foi a Grande Florianópolis. Já as mães soropositivas têm 99% de chance de terem filhos sem o HIV se seguirem o tratamento recomendado durante o pré-natal, parto e pós-parto.

Ao contrário do que muitos ainda pensam, portar o vírus do HIV não significa ter AIDS.

No entanto, estudos recentes sugerem que o uso de preservativos está caindo na Austrália, na Europa e nos Estados Unidos.

Em todo o município existem 1.055 pacientes que fazem tratamento ativamente. E foram diagnosticados 208 novos casos de HIV. "Isso resulta em piores resultados de saúde a longo prazo para muitas pessoas que são diagnosticadas com atraso e também aumentam o risco de transmissão futura do HIV", afirmou.

Em Santa Catarina, 12 municípios participam do acordo firmado entre os governos estadual e federal para priorizar ações de prevenção e maior acesso ao diagnóstico, por apresentarem as mais altas taxas de detecção no Estado. Um estudo na África do Sul mostrou que 70% dos homens que morreram por complicações relacionadas à AIDS nunca procuraram cuidados para o HIV. "Incentivamos a população a fazer o teste rápido, sabemos da dificuldade de iniciativa das pessoas, por isso colocamos o CTA e nossos profissionais a disposição da sociedade", disse a secretária de Saúde.

Mais artigos por OlimpiaDasRio

Deixe um comentário sobre o artigo

Ação