PF realiza operação para apurar supostas fraudes no Canal do Sertão

Eugenio Alvim
1 Dezembro, 2017

A operação foi deflagrada nas primeiras horas da manhã de hoje em três Estados, inclusive em Alagoas, na residência de Vilela e de outros dois ex-secretários.

Agentes da Polícia Federal em Alagoas cumprem mandados de busca e apreensão no apartamento do ex-governador Teotônio Vilela, localizado no edifício Tiziano Veceli, na orla de Jatíuca, na manhã desta quinta-feira (30).

Todo o material arrecadado no cumprimento dos mandados de busca e apreensão será encaminhado para análise na Superintendência da PF em Alagoas, no bairro de Jaraguá, em Maceió.

Também houve buscas em endereços ligados a Marco Fireman, ex-secretário de Infraestrutura de Alagoas responsável pelas obras do Canal do Sertão.

Carvalho, que participa diretamente das investigações, relatou que a obra chegou a ser superfaturada em R$ 70 milhões, 10% do valor total previsto para a construção. Na época, ex-governador negou ter negociado ou autorizado favores.

O secretário é o Fantasma da planilha de propinas da empreiteira.

"A ação decorreu como se acontece normalmente. Levamos alguns documentos, smartphones e computadores" disse.

A operação denominada "Caríbdes" investiga crimes de fraude a licitação, desvio de verbas públicas (peculato), corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, todos relacionados à obra do Canal do Sertão alagoano, mais especificamente os trechos 3 e 4, ambos licitados pelo Governo do Estado de Alagoas (Secretaria de Infraestrutura) na gestão anterior, ilícitos estes ocorridos entre 2009 e 2014.

Marco Fireman, secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, é um dos principais alvos da Operação Caríbdis da Polícia Federal.

A assessoria do ex-governador informou a reportagem do cadaminuto que emitirá uma nota sobre o caso. O político afirma que "continuará à disposição das autoridades, contribuindo no que for preciso".

Mais artigos por OlimpiaDasRio

Deixe um comentário sobre o artigo

Ação