Vulcão em Bali dá sinais de 'grande erupção a qualquer momento'

Valeria Vaz
30 Ноября, 2017

O alerta foi elevado ao nível máximo depois que as erupções à base de vapor se transformaram em erupções magmáticas.

O Agung tem vindo a expelir cinza vulcânica em cada vez maiores quantidades desde a última terça-feira.

O vulcão Monte Agung entrou em erupção na ilha de Bali, na Indonésia, levando as autoridades a fechar o aeroporto de Bali, um dos mais populares destinos turísticos da Ásia.

A fumaça representa uma ameaça mortal para as aeronaves.

As autoridades rebaixaram o alerta de aviação para laranja (um grau inferior ao alerta máximo - vermelho) depois de se reunir no aeroporto e avaliar as condições atuais, de acordo com um comunicado do Ministério do Turismo. Mais de 700 voos foram afetados e cerca de 600 mil passageiros ficaram em terra.

A fumaça do vulcão também provocou várias interrupções no aeroporto internacional de Lombok, ilha vizinha de Bali, que permanecia aberto nesta quarta-feira. Algumas retornaram no final de outubro, quando a atividade diminuiu. Segundo a Reuters, as cinzas vulcânicas podem chegar até mais de seis quilómetros de altura, dificultando ou impedido a circulação aérea: vários voos foram cancelados.

Uma anomalia térmica na cratera do vulcão foi detectada por um satélite da Nasa, o que significa que uma passagem se abriu na crosta do vulcão, permitindo a chegada do magma na superfície com maior facilidade. O vulcão do monte Agung dá sinais do que os especialistas afirmam ser uma "grande erupção a qualquer momento".

O Presidente da Indonésia, Joko "Jokowi" Widodo, ordenou a todos os ministérios e agências, bem como aos militares e a polícia, para ajudar o governo da ilha turística de Bali a lidar com a situação.

Mais artigos por

Deixe um comentário sobre o artigo

Ação

O último é de

Outras notícias