Socialite Day McCarthy chama filha de Giovanna Ewbank de 'macaca' em vídeo

Evaristo Furtado
28 Ноября, 2017

Bruno Gagliasso e a mulher, a atriz e apresentadora Giovanna Ewbank, já reagiram e prometeram agir judicialmente contra a socialite que vive no Canadá e conhecida pelas publicações ofensivas. "A menina é preta, tem um cabelo horrível de pico de palha, tem um nariz preto horrível, e povo ainda fala que a menina é linda". Bruno e Giovanna também pretendem processá-la no país que ela mora. "É por isso que estou aqui, como pai, como cidadão". "É um crime e ela precisa pagar pelo o que ela fez", disse.

Bruno Gagliasso falou com a imprensa na saída da delegacia, na manhã desta segunda (27/11). Senti o que qualquer ser humano decente sentiria, tristeza, sensação de impotência, covardia.

Ela também afirma estar planejando "abrir uma loja online onde os consumidores podem comprar citações lindas impressas em qualquer coisa, desde cartazes a canecas, camisetas e até mesmo travesseiros" e diz que é escritora, com vários livros publicados.

Ele acrescenta que os comentários racistas são frequentes e devem ser combatidos a todo custo. Já Giovanna Ewbank, agradeceu o apoio que o casal tem recebido.

"Estou aqui por todo mundo que foi ferido e foi desrespeitado, porque o crime que ela cometeu afeta todo o país e muita gente, que sofre com isso", desabafou o ator. Agora, a vítima dos ataques foi a cantora Anitta, que é acusada de consumir cocaína, além de ser ameaçada de ter vídeos seus divulgados durante o ato. A autora das ofensas já havia obtido visibilidade na internet ao comparar a filha do apresentador Roberto Justus e da apresentadora Ticiane Pinheiro ao brinquedo Chucky, personagem do filme de terror homônimo. Processada, ela foi obrigada a retirar o vídeo do ar e excluir sua conta no Instagram, que tinha cerca de 100 mil seguidores à época.

Mais artigos por

Deixe um comentário sobre o artigo

Ação

O último é de

Outras notícias