BE diz que acordo com os professores "tinha de ser"

Simao Alves
19 Novembro, 2017

Compromisso para reposição salarial do tempo de serviço que tinha sido congelado surgiu após uma reunião de 10 horas com três estruturas sindicais. "É um sucesso duplo da nossa perspetiva", disse Alexandra Leitão. "É muito justa a luta dos professores e das professoras e chama-nos a atenção para uma luta que é de todo o país, [ou seja], que os trabalhadores têm de ser respeitados pelas suas carreiras e, portanto, tem de haver contagem de tempo de serviço para toda a gente". "A nossa tónica não está no custo, seria imprudente da nossa parte antecipá-lo, a nossa tónica está em criar um modelo que seja sustentável", disse Fátima Fonseca.

O Governo e os sindicatos dos professores chegaram a acordo durante esta madrugada, depois de dez horas de negociações.

Governo admite começar a pagar reposição aos docentes nesta legislatura

"Já está garantido que em 2018 haverá já recuperação, nomeadamente para cerca de sete mil professores que estão no primeiro escalão e que são de todos os mais penalizados porque já deveriam estar em escalões acima mas entraram na carreira já no período de congelamento", explica. Ou seja, quando já estará outro governo em funções.

Mais artigos por OlimpiaDasRio

Deixe um comentário sobre o artigo

Ação